Milhares sofrendo por poucos

Empregados da Foxconn imploram a Apple por melhores condições de trabalho
Carta escrita supostamente por dois empregados diz que eles e mais 135 funcionários foram envenenados por produto químico usado em telas touch
24 de Fevereiro de 2012 | 13:08h
Compartilhe:

Compartilhar
13
inShare

Imprimir

Reprodução

Trabalhadores de uma das unidades da chinesa Foxconn, que fabrica produtos da Apple, estão supostamente implorando por melhores condições de trabalho. Uma carta que teria sido escrita por dois funcionários da empresa ao SumOfUs, grupo que luta por melhor qualidade de trabalho na companhia, pede assinaturas para que o texto ganhe forças e chegue à Apple.

Os autores, Guo Rui-qiang e Jia Jing-chuan, dizem ter sido envenenados por um produto químico usado nas telas touchscreen: “Recentemente, trabalhamos longas horas na montagem das telas sensíveis ao toque do iPhone, em Suzhou, na China. No começo de 2010, foi confirmado que 137 trabalhadores, incluindo nós dois, foram envenenados por um produto químico chamado N-hexano, que é usado para limpar as telas do iPhone. O N-hexano é conhecido por causar irritação nos olhos, pele e vias respiratórias, levando a danos nos nervos”, diz a carta.

Agora, a dupla quer recolher assinaturas para que o caso chegue até os acionistas da Apple. Com a ajuda do SumOfUs, os dois já conseguiram mais de 82 mil nomes na lista. O objetivo é atingir as 100 mil assinaturas.

Segundo a ONG Fair Labor Association, a situação que a Apple está enfrentando é similar à da Nike nos anos 90, quando a fabricante de calçados também foi acusada de manter trabalhadores em péssimas condições de trabalho: “Nós chamamos de ‘momento Nike’ na indústria”, diz, segundo o jornal britânico The Telegraph.

Um assessor da ONG explica que “houve um momento em que a Nike, nos anos 90, recebeu muita publicidade negativa. E eles não eram os que mais maltratavam funcionários. A Apple não é necessariamente a pior nesse quesito, é só a publicidade sendo construída. E é o momento para que a empresa comece a fazer algo a respeito”.

Para ler a carta completa, clique aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: