Este mês nas bancas: HOMEM DE FERRO RAPTO X DEMOLIDOR, O HOMEM SEM MEDO

Escrevi esse post há mais de uma semana, mas fiquei enrolando para postar ele, segue abaixo na integra.

HOMEM-DE-FERRO-RAPTO

 “Raramente escrevo sobre gibis mensai
s no blog, porque ra
ramente compro gibis mensais, a única exceção em muito tempo, é a revista de Júlia Aventuras de uma criminologa, fumetti publicado no Brasil pela Mythos.
 Recentemente meu parça de compras de gibis, Ice Dog, comprou uma mini do Homem de Ferro, que safadamente foi lançada pela Panini aproveitando o sucesso do terceiro filme  do Homem de Ferro, chamada Rapto, a edição trás Tony Stark após sofrer um ataque cardíaco, e tem sua expectativa de vida diminuída para 10 anos. Bitolado com o tempo que resta, começa a construir uma nova interação entre Homem-máquina.
 Essa história do Tony Stark não é um conceito novo, no caso de o transformar em uma máquina, a história é totalmente desenvolvida para quem apenas conhece o personagem dos filmes(todos coadjuvantes e sua parte estética faz lembrar os personagens, apesar de não ter uma feição física similar aos dos atores).
O roteiro de forma alguma é memorável, a arte de Lan Medina, que fez também Justiceiro Max, é um adicional e a melhor coisa da revista.
Minha opinião sincera é: não vale o investimento. Com uma tentativa de aproximar quem assistiu Homem de Ferro e gostou aos quadrinhos é totalmente fracassada, pois não apresenta nem o personagem do filme e nem das HQs pois ela se situa fora da ordem cronológica do Herói.
Ao efetuar uma rápida pesquisa na Internet, os primeiros sites apresentam criticas positivas a HQ, como acho que opinião é algo importante e todos temos a nossa, acho incrivelmente válido. Mas a impressão que fica é a que estas pessoas realmente não leram a HQ, pois não é possível um roteiro cheio de falhas, fraco, aonde não há conexão entre os personagens (imagine assistir um filme onde os atores ficam visivelmente constrangidos de interpretar os seus papeis). Enfim, muito ruim. Vale a pena pela arte e se você realmente for fã do Homem de Ferro.
Não vou criticar o escritor, pois como essa HQ saiu em decorrência aos filmes, pode ser que ele não trabalhou a vontade, seguindo apenas um trabalho comum dos quadrinhos, enfim, vale juntar mais alguns reais e comprar:
 
Demolidor: O homem sem Medo.
Daredevil_1_Cover1
 
Mark Waid é um escritor veterano de HQs, tem em sua carreira clássicos como O Reino do Amanhã, junto com Alex Ross, e mais recente de Irredeemable. Não há mais o que acrescentar sobre ele, apenas que ele sempre faz historias acima da média, estas quando não são excelentes. Vale a pena conferir, o mesmo digo de Paolo Rivera, manda muito bem na arte, que já fez trabalhos com o homem-aranha.
Demolidor trás Matt Murdock de volta a ativa na cozinha do inferno após os evendos (horríveis, se quer minha opinião) de Shadowland, saga aonde o Demolidor, puto com a criminalidade local e meio que empossado por um tramunhão se transforma no novo Rei do Crime da Cozinha de Nova York, fechando a mesma e atacando heróis que tentavam conversar com ele, causando mais aquele lance que os fãs adoram tanto, como teve em Guerra Civil e AvX. Enfim, o roteiro do Mark Waid trás o demolidor de volta como nos velhos tempos, apenas tendo que desamarrar os nós de suas ultimas sagas. De maneira inteligente e no papo, o Demo consegue convencer o Capitão América a não tentar prender ele agora. O clima das aventuras está bem anos 80, de maneira sombria, mas com bom humor, Matt consegue no papo se defender de seus acusadores. A arte também lembra um pouco os anos 80, enfim. Vale a pena conferir, no quadrinho fica presente também herois e vilões que são considerados de segundo calão, o exemplo é o Touro e o Mancha, além de um novo vilão que é apresentado. A diversão despretensiosa vale a pena para quem está a procura de historias acima da media e que não se levam a sério demais.”

Bom, depois de escrever esse texto, queria acrescentar nele uma observação que ia tentar acrescentar no corpo dele, mas resolvi deixar para o final:

Logo na primeira edição do Demolidor, Matt rouba um beijo a força em uma mulher que está se casando com um mafioso.  Apesar de muita gente não saber disso, isto é assedio. Matt Murdock como advogado deveria saber disso, apesar de gostar do Mark Waid, como disse, ele deveria ter pensado melhor e não ter se empolgado tanto nessa parte da HQ. Só por isso não dou nota 10 a edição.

daredevil-1_swashbuckling-daredevil1

Anúncios

Tags: , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: