Zine XXX

zine

Faz quase um ano que o Zine XXX foi anunciado na plataforma catarse, um site aonde podemos cadastrar projetos para receber colaboração, e com isso, viabilizar projetos que não teriam êxito comercial.

Assim, documentários, livros e quadrinhos estão aparecendo no Catarse, eu apoiei um projeto do Mutarelli que teve sucesso e ultrapassou expectativas. O mesmo ocorreu com o Zine XXX, que precisava de 11.000 Reais para viabilizar o projeto. Diferente do Mutarelli, o Zine XXX era feito por diversas artistas mulheres, o que é ótimo. O projeto foi um sucesso e ultrapassou a quantidade que foi pedida, chegando a ultrapassar vinte mil reais.
Com isso o zine ganhou impressões em inglês para ser vendido lá fora, além de maiores brindes para quem comprou o mesmo.

O Zine foi editado pelo Librecoletivo, pela batuta de Beatriz Lopes e Coeditado por Diego Sanchez, a impressão e a qualidade do material está ótima, ficou muito acima dos Zines que encontramos por aí. A organização também estava ótima, com nomes das quadrinistas que participaram no projeto de cada zine ao final, com as páginas aonde podemos encontrar o trabalho de cada uma ao lado do nome.

Seguindo o tipo de padrão de zine com histórias aleatórias, temos histórias interessantes, pessoais, femininas e acima de tudo prevalece temáticas feministas, principalmente depois do terceiro zine para o último que é o quinto. Padrão de beleza, aborto, sexualidade e o direito sobre o corpo é apresentado com histórias bem construídas, apesar disso, algumas poucas histórias aleatórias sem pé nem cabeça estão presentes também nas edições do zine. Mas isso faz parte, o experimental existe no quadrinho para ousar, sem ele, não teríamos grandes obras neste meio. Descarto algumas autoras que me identifiquei com a história, e principalmente, porque gostei da arte e do roteiro em suas histórias: Samanta Floor com a história Dani, Cynthia B., com os lábios pendentes, Laura Lannes, estas três presentes entre nos primeiros dois volumes, já no volume três temos uma mudança no formato do Zine, este sendo deitado e com diversas tirinhas do tipo que estamos acostumados nos jornais, neste volume me identifico com diversos quadrinhos das autoras, entre eles Beatriz Lopes. Os outros dois restantes têm diversos quadrinhos bons, como a maneira do aborto ser abordado por Lovelove6, que também assina a capa do volume quatro dos zines, que em minha opinião, é a melhor capa, nesta mesma edição vale dar uma conferida nas histórias de Janaina Esmeraldo e Jessica Kianne.

Apesar de ter outras boas histórias, o zine também apresenta outras sem sentido, o que faz cair um pouco a qualidade do mesmo, mas quanto isso não há muito o que fazer, a definição de Zine não é ser algo de qualidade, muito pelo contrário.

Apesar de elogiar bastante a parte artística do projeto, é necessário um puxão de orelha no pessoal da organização, pois houve um atraso imenso na entrega dos zines, para se ter uma ideia, esse projeto foi finalizado no dia quatorze de novembro do ano passado, mas só foi entregado depois de Março. Quando colaborei eu ainda trabalhava em uma empresa na qual saí, então nem mudei meu endereço de entrega, só pude pegar bem depois quando me avisaram na própria empresa que foi entregue. Quem foi buscar no evento do Rio de Janeiro, no bar hipsterzinho chamado Comuna, reclamou da falta de atenção com quem colaborou com o projeto, inclusive, que qualquer um que chegasse lá poderia conseguir o zine sem nem mostrar comprovante de pagamento, enfim, aparentemente o sucesso do projeto foi tanto que teve zines para dar e vender.

Interessante que agora temos mais dois projetos envolvendo mulheres e quadrinhos, o primeiro é a arrecadação para o primeiro encontro da Lady’s Comics, site dedicado ao quadrinho feito por mulheres pioneiro no Brasil nesse assunto. O link para colaborar é este aqui: http://www.catarse.me/pt/ladyscomics, o destaque fica para oficinas com Chiquinha, LoveLove6, entre diversos debates com quadrinistas que estão mudando essa maravilhosa arte no Brasil. Ah, o evento ocorrerá em Belo Horizonte.

Já o Mulheres nos quadrinhos é uma page do facebook que também está lançando agora dois livros com participação de mulheres artistas, o objetivo do projeto é chegar 15 mil reais, sendo que tem diversas autoras interessantes envolvidas, segue o link para o projeto: http://www.catarse.me/pt/mulheresnosquadrinhos.

Você pode ler outra opinião aqui.

 

Anúncios

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: